em Logística

Ao contrário do que pode parecer, armazenagem e estocagem são conceitos distintos no universo da logística, sendo que cada um desempenha papéis específicos no processo de gerenciamento de mercadorias. Entender essas diferenças é fundamental para otimizar a eficiência operacional e garantir que os produtos estejam sempre disponíveis para atender à demanda. Continue a leitura para saber mais:

Armazenagem

A armazenagem refere-se ao ato de manter mercadorias em um local seguro e organizado por um período prolongado, envolvendo a criação de um ambiente controlado, onde os produtos podem ser guardados de maneira sistemática para garantir sua integridade e fácil localização. A armazenagem é importante especialmente para empresas que lidam com grandes volumes de mercadorias ou que possuem estoques sazonais. Os principais aspectos da armazenagem incluem:

Infraestrutura adequada

Galpões, armazéns e centros de distribuição são exemplos de infraestruturas utilizadas para armazenagem. Esses locais são projetados para proteger os produtos contra danos físicos, roubo e deterioração.

Controle de inventário

Ferramentas e tecnologias como sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS) ajudam a monitorar e controlar o inventário de forma eficiente, permitindo a localização rápida e precisa dos itens armazenados.

Condições ambientais

Alguns produtos, como alimentos e medicamentos, requerem condições específicas de temperatura e umidade. Armazéns com controle climático são essenciais para preservar a qualidade desses itens.

Estocagem

Por outro lado, a estocagem é o ato de acumular mercadorias para atender à demanda imediata ou futura. A estocagem pode ocorrer tanto no nível do fabricante quanto no ponto de venda, sendo uma prática comum em diversos setores para garantir que os produtos estejam prontamente disponíveis para os clientes. Os principais aspectos da estocagem incluem:

Nível de serviço

Manter um estoque adequado é vital para atender rapidamente aos pedidos dos clientes e evitar rupturas de estoque, que podem levar à perda de vendas e insatisfação do cliente.

Rotatividade de estoque

A gestão eficaz da estocagem envolve monitorar a rotatividade do estoque para evitar excessos e obsolescência. Produtos perecíveis, por exemplo, devem ser gerenciados com cuidado para garantir que sejam vendidos antes de expirar.

Custo de manutenção

Manter estoques elevados pode ser caro, envolvendo custos de armazenamento, seguro e capital empatado. Por isso, é crucial encontrar um equilíbrio entre manter um estoque suficiente para atender à demanda e minimizar os custos de manutenção.

Logística em Curitiba

Os conceitos envolvidos nos processos de logística podem ser bastante complexos. Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Logística 4.0_ o que é e qual seu objetivo